ESTE SERVIÇO PODE CONTER TRADUÇÕES FEITAS PELO GOOGLE. O GOOGLE SE ISENTA DE TODAS AS GARANTIAS RELACIONADAS ÀS TRADUÇÕES, EXPRESSAS OU IMPLÍCITAS, INCLUINDO QUALQUER RESPONSABILIDADE EM RELAÇÃO À PRECISÃO, CONFIABILIDADE E QUALQUER DEVER IMPLÍCITO SOBRE SUA COMERCIALIZAÇÃO, ADEQUAÇÃO PARA UM FIM ESPECÍFICO E NÃO-VIOLAÇÃO.

Para sua conveniência, o site da Kaspersky Lab foi traduzido com a utilização do software de tradução Google Tradutor. Foram realizados esforços razoáveis para o oferecimento de uma tradução precisa; entretanto, as traduções automatizadas não são perfeitas e tampouco pretendem substituir a tradução qualificada de especialistas. Essas traduções são fornecidas como um serviço para os usuários do site da Kaspersky Lab e são exibidas "como estão". Não há nenhuma garantia de qualquer tipo, seja expressa ou implícita, sobre a precisão, confiabilidade, ou exatidão de quaisquer traduções feitas do inglês para qualquer outro idioma. Alguns conteúdos (como imagens, vídeos, Flash, etc.) podem não estar corretamente traduzidos devido às limitações do programa de tradução.

Virus.MSWord.Afeto

Classe Virus
Plataforma MSWord
Descrição

Detalhes técnicos

Este é um worm da Internet que se espalha por e-mail usando o Microsoft Outlook. Este worm é um programa-macro do Word escrito em VBA (a macro-linguagem do Microsoft Office).

Quando um documento infectado é aberto, a macro do worm obtém o contorl, verifica todas as unidades locais e procura por um arquivo JPG com menos de 50.000 bytes de tamanho. O primeiro arquivo encontrado é então inserido em um documento ativo (documento atual infectado). O worm então cria novas mensagens e as envia. Novas mensagens são criadas para as primeiras oito mensagens na pasta "Itens enviados" do MS Outlook. As mensagens são criadas de acordo com as seguintes regras envolvidas:

  • como um endereço no campo "Para:" o worm define o endereço de uma mensagem na pasta "Itens enviados"
  • como uma mensagem de assunto e corpo, define o assunto e o corpo da próxima mensagem na pasta "Itens enviados"
  • um documento ativo com o corpo do worm é anexado à mensagem

Por exemplo, a pasta "Itens Enviados" contém as seguintes mensagens:

Mensagem 1

Para: name1@domen1.com
Assunto: Olá!
Texto: Você lembra de mim?

Mensagem 2

Para: address2@host2.com
Assunto: Adeus
Texto: Hoje estou saindo …

Mensagem 3

Para: nick3@server3.com
Assunto: News.
Texto: Ótima notícia. …

Mensagens de saída (na pasta "Caixa de saída") com um worm aparecerão da seguinte maneira:

Mensagem 1

Para: name1@domen1.com
Assunto: Adeus
Texto: Hoje estou saindo …

Mensagem 2

Para: address2@host2.com
Assunto: News.
Texto: Ótima notícia.

Mensagem 3

Para: nick3@server3.com etc

Anexar: documento infectado

Um documento infectado contém um arquivo JPEG que foi selecionado pelo worm, bem como um macro-programa de worm.

Desta forma, o worm envia uma mensagem infectada para os oito primeiros destinatários, cujos endereços foram encontrados na pasta "Itens enviados". Mas por tudo isso, em muitos casos, o vírus rompe a correspondência confidencial.


Link para o original